Books

Perspectives on Rationality

Perspectives on Rationality

Perspectives on Rationality. Sofia Miguens e Carlos Mauro coords, Porto, FL-UP, MLAG Discussion Papers vol. 1, 2006, 199 pp. ISBN: 972-8932-21-9. ISSN: 1646-6527.

MLAG is an innovative research group within academic philosophy in Portugal. Its members work in areas of philosophy related to cognitive science, arfeas in which philosophical work can be of great interest to people outside philosophy, such as philosophy of mind, philosophy of language and philsophy of action. I am very happy to have helped start their work, sharing with people from the University of Porto the way we do things in Rutgers – judging by the results it proved to be more than inspiring (Ernest Lepore, Professor, Rutgers University, Director of Rutgers Center fro Cognitive Science)

Analyses – Proceeedings of the 2nd National Meeting for Analytic Philosophy

Analyses

Análises / Analyses – Actas do Segundo Encontro Nacional de Filosofia Analítica / Proceeedings of the 2nd National Meeting for Analytic Philosophy. Sofia Miguens, João Alberto Pinto e Carlos Eduardo Mauro coords., Porto, Faculdade de Letras da Universidade do Porto, 2006, 378 pp. ISBN: 978-972-8932-09-1.

This volume is an outcome of the Second National Meeting of Analytic Philosophy – ENFA – 2 which took place at the Faculty of Arts of the University of Porto from the 7th to the 9th october 2004. We think it has the virtue of revealing how ample and varied analytic philosophy can be. It is our hope that the tradition of holding National Meetings of Analytic Philosophy should henceforth be kept, thus stimulating creativity and interaction among Portuguese analytic philosophers, as well as providing an occasion for a dialogue between the Portuguese analytic community and the wider philosophical community.

John McDowell – Uma análise a partir da filosofia moral

John McDowell

Miguens, Sofia e Susana Cadilha. John McDowell – Uma análise a partir da filosofia moral. Lisboa, Colibri, 2014. ISBN: 978-989-689-408-5.

Partindo do trabalho realizado no âmbito do projecto The Bounds of Judgement, procurámos, na Primeira Parte deste livro, analisar directamente os artigos em que John McDowell expõe a sua filosofia moral para em seguida generalizar a discussão dos tópicos aí tratados – tópicos tais como razões internas e externas para agir, imperativos hipotéticos e categóricos, objectividade dos juízos, racionalidade e irracionalidade, virtude, valor, naturalismo e, em geral, as relações razão-natureza – à filosofia moral contemporânea. Desta forma a discussão foi alargada a autores tais como John Mackie, Philippa Foot, Thomas Nagel, Bernard Williams ou Simon Blackburn. Na Segunda Parte procura-se mostrar a forma como as posições de McDowell em filosofia moral – essencialmente a sua oposição ao anti-realismo, o seu cognitivismo e aquilo que podemos ver como o seu particularismo – se encontram respaldadas pelo trabalho noutros âmbitos que não a filosofia moral, sendo na verdade paradigmáticas de posições filosóficas mais gerais. É nesse sentido que aqui nos propomos utilizar a filosofia moral como chave para a compreensão do pensamento de John McDowell (Sofia Miguens e Susana Cadilha)

Compreender a mente e o conhecimento

Compreender a Mente e o ConhecimentoMiguens, Sofia. Compreender a mente e o conhecimento. Porto, FL–UP, 2009, 421 pp. ISBN: 978-972-8932-50-3. ISSN: 1646-6527.

Compreender a mente e o conhecimento é um propósito subjacente a tudo o mais que se pretenda fazer em filosofia. Disponibilizar um trajecto possível para a exploração de questões relativas à mente e ao conhecimento correspondente àquilo que tem sido a minha prática na Faculdade de Letras da Universidade do Porto desde 1996, tendo por um lado a teoria da mente e do conhecimento, tal como ela se apresenta contemporaneamente, e por outro lado a história da filosofia do conhecimento, foi a ideia subjacente à reunião dos textos deste volume. Estes textos, que tiveram uma vida anterior, na sua maioria na Internet, tratam sobretudo de temas e autores contemporâneos. Pretendi com a Introdução que lhes acrescentei exemplificar a comunicação que penso existir entre os tópicos e autores tratados e a história da filosofia, em particular autores como Descartes, Hume e Kant. Espero assim continuar, relativamente à filosofia do conhecimento, o trabalho que iniciei com o manual de filosofia da linguagem, publicado em 2007.

Será que a minha mente está dentro da minha cabeça?

Miguens, Sofia. Será que a minha mente está dentro da minha cabeça? Da ciência cognitiva à filosofia (ensaios). Porto, Campo das Letras, 2008, 271 pp. ISBN: 978-989-6253479.

Os ensaios e entrevistas reunidos neste livro procuram compor uma imagem da história da filosofia do século xx. Através de autores como W. V. Quine, J. Fodor, D. Dennett, D. Davidson e J. McDowell é examinado o tratamento da questão das relações pensamento-mundo, em particular quando tais relações foram pensadas a partir do imperativo quineano de naturalização. Dá-se especial atenção às dificuldades encontradas pelos projectos saídos desse imperativo e às discussões sobre aparência e realidade, realismo e anti-realismo que eles geram ou recalcam. A tentação de olhar para dentro da cabeça de cada um de nós em busca do mental altera-se na distância que separa autores como J. Fodor e D. Dennett de autores como D. Davidson e J. McDowell. A expressão ‘da ciência cognitiva à filosofia’ significa isso mesmo: os escritos aqui reunidos revelam um percurso que começa com autores mais próximos da ciência cognitiva chegando a outros que marcam claramente a fronteira entre filosofia e ciência cognitiva.